Notícias

 Home / noticias

População de Gravatá será contemplada com a primeira UTI da cidade

O município de Gravatá, no Agreste pernambucano, disponibilizará para a sua população, de forma inédita, dez leitos próprios de UTI – Unidade de Terapia Intensiva. A instalação dos novos espaços, voltados para o atendimento que exige nível alto de atenção, já foi iniciada e segue a todo vapor. A previsão é que o local receba os primeiros pacientes nesta segunda quinzena de abril.

 

Esta iniciativa, tratada como prioridade pela gestão do prefeito Padre Joselito, é fruto da parceria firmada entre o município e o Governo do Estado. A UTI, que funcionará no Hospital Doutor Paulo da Veiga Pessoa, atende a uma antiga demanda dos cerca de 85 mil gravatenses, que, atualmente, precisam se deslocar para outras cidades, em busca de tratamento apropriado.

 

“A gente necessita muito disso aqui em Gravatá. É um grande benefício. Não precisamos mais sair correndo para outro lugar. Não dou nota dez ao prefeito. Dou mil”, ressaltou a comerciante Cleonice Amara de França.

 

Há pouco mais de três meses frente ao Poder Executivo Municipal, o Padre Joselito destacou a importância da ação: “A população fez um pedido de socorro para que a cidade tivesse uma estrutura hospitalar mais equipada, que atendesse às suas necessidades, principalmente, as mais urgentes, sendo assim, não medimos esforços para tirar o projeto do papel. Agilizar o atendimento significa salvar vidas”, explicou o prefeito, que tem feito questão de acompanhar de perto a instalação dos leitos.

 

Sobre o uso da UTI, o secretário de Saúde, José Edson esclareceu: “Investir em saúde é prioridade para a Prefeitura de Gravatá. Significa investir na qualidade de vida das pessoas, desta forma, os leitos funcionarão de forma definitiva, mesmo quando a situação da pandemia for controlada. A nossa missão sempre será trabalhar em prol de quem mais necessita”.

São Caetano inaugura Casa de Apoio para pacientes

A Prefeitura de São Caetano, junto à Secretaria de Saúde municipal inaugurou, ontem, uma Casa de Apoio no Recife. O espaço será destinado para todos os são-caetanenses que precisam vir à capital fazer tratamentos médicos. Os pacientes poderão repousar, fazer as refeições e até pernoitar, se for preciso.

 

A casa fica localizada na Ria Visconde de Goiana, no bairro Boa Vista, próximo ao IMIP. A localização foi estratégica devido a demanda de pacientes que precisam ir a este hospital. Além do transporte entre as cidades, também foi disponibilizado um carro para que os pacientes possam chegar mais rápido na casa, mediante suas respectivas liberações. “Assim, entendemos que estamos oferecendo todo conforto possível para o nosso povo”, afirmou a secretária de saúde, Nadja Kelly.

 

“Este era um sonho e um compromisso meu. Estamos entregando com menos de 120 dias de gestão e temos a certeza que estamos realizando o sonho da nossa gente. Não vamos parar por aqui, vamos trabalhar para fazer sempre o melhor para o povo de São Caetano”, completou o prefeito Josafá Almeida.

 

Blog do Magno Martins

Sport oficializa contratação do técnico Umberto Louzer

O Sport oficializou, na manhã desta quinta-feira (15), a contratação do técnico Umberto Louzer, que estava na Chapecoense. O anúncio oficial, feito por meio das redes sociais do Leão, também confirmou a chegada do auxiliar-técnico Gabriel Remédio e do preparador físico Marcelo Rohling.

 

Umberto Louzer tem 41 anos e ganhou projeção como técnico na Chapeocoense, clube onde atua desde o início do ano passado. Na Chape, Louzer comandou a equipe em 55 oportunidades e conquistou 31 vitórias. O bom desempenho rendeu ao clube catarinense o título da Série B do Campeonato Brasileiro em 2020. 

 

Louzer, que largou a carreira como jogador em 2014, assumiu o cargo de técnico da equipe Sub-19 do Paulista de Jundiaí (SP), onde também foi auxiliar técnico. Em 2017, o profissional foi contratado pelo Guarani, onde de auxiliar passou para o cargo de treinador em apenas um ano. Um ano depois, Louzer assumiu o Bugre em seu primeiro trabalho como técnico de futebol profissional.  também acumula passagens pelo Coritiba e pelo Vila Nova/GO, ambas em 2019. Em 2020, o Louzer chegou a ser sondado pelo Cruzeiro. 

Raquel Lyra se reúne com ministros em Brasília

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), segue com novos encontros em Brasília. A chefe do Executivo municipal cumpriu agenda, ontem, com representantes dos ministérios do Desenvolvimento Regional, da Saúde e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

 

A primeira reunião do dia foi com o secretário nacional de Mobilidade, Tiago Pontes Queiroz, e com o secretário nacional de Segurança Hídrica, Sérgio Costa, do Ministério do Desenvolvimento Regional. O encontro teve como objetivo buscar recursos para obras no município.

 

A Educação foi outro ponto tratado ao longo do dia. Raquel se reuniu com o diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais do FNDE, Gabriel Vilar. "Trouxemos pautas importantes para discutir, a fim de levar para o município ainda mais avanços, principalmente para os estudantes da rede municipal, como a construção de novas creches", pontuou a prefeita.

 

Raquel também visitou o Ministério da Saúde, onde conversou com o ministro Marcelo Queiroga sobre o enfrentamento à pandemia, vacinação e recursos para a maternidade municipal. Participaram do encontro as deputadas federais Rose Modesto, Mariana Carvalho e Tabata do Amaral, bem como o deputado federal Felipe Rigoni.

 

Blog do Magno Martins

Inmet emite alerta de fortes chuvas para 31 cidades; veja lista

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, nesta quinta-feira (15), um alerta para acumulado de chuva em 31 cidades da Mata Sul e do Agreste de Pernambuco.

 

Segundo o órgão, há possibilidade de acumulado de chuva superior a 60 milímetros por hora ou 100 milímetros por dia.

 

O aviso é válido, pelo menos, até as 23h59 desta quinta-feira nas seguintes cidades:

Mata Sul
Água Preta

Barreiros
Belém de Maria
Catende
Correntes
Jaqueira
Maraial
Palmares
Quipapá
São Benedito do Sul
Xexéu

Agreste
Angelim
Bom Conselho
Brejão
Caetés
Calçado
Canhotinho
Capoeiras
Cupira
Garanhuns
Ibirajuba
Jucati
Jupi
Jurema
Lagoa do Ouro
Lagoa dos Gatos
Lajedo
Palmeirina
Panelas
São João
Terezinha

Além das cidades pernambucanas, há expectativa de acumulado de chuvas para regiões de Alagoas e Sergipe.

Em caso de emergências, os moradores das regiões afetadas devem procurar o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil.

Ladrões também na CPI

A CPI da Pandemia, oficializada na tarde de ontem, pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), teve a sua proposta ampliada e poderá apurar eventuais irregularidades em estados e municípios, atendendo ao senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que pretendia criar uma outra CPI para investigar governadores e prefeitos ou ampliar o alcance da CPI proposta por Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

 

Imposta pelo Supremo numa ação desmoralizadora para o Congresso, a CPI agora está unificada e a investigação de estados e municípios está limitada somente "à fiscalização dos recursos da União repassados aos demais entes federados para as ações de prevenção e combate à pandemia da Covid-19". Essa ampliação do alcance da CPI era defendida por parlamentares governistas e pelo presidente Jair Bolsonaro.

 

Nunca se roubou tanto nesse País de quinta categoria! Engessado pelo Supremo, que deu autonomia aos Estados e Municípios na gestão da pandemia, Bolsonaro abriu as torneiras dos cofres federais sem distinção. Municípios de menos de 20 mil habitantes chegaram a embolsar R$ 3 milhões, valor bem acima do repasse institucional mensal do FPM. Após o socorro financeiro bilionário da União, as finanças públicas estaduais e municipais fecharam o ano de 2020 praticamente ilesas à pandemia de Covid-19.

 

Enquanto o governo federal teve um rombo histórico e viu a dívida pública aumentar, governadores e prefeitos registraram a maior disponibilidade de caixa dos últimos 20 anos e encerraram o ano no azul, no melhor resultado primário desde 1991. O conjunto dos Estados e Municípios teve um superávit primário de R$ 38,75 bilhões no ano passado, de acordo com dados do Banco Central. Esse é o montante em que as receitas superaram as despesas. O resultado do ano passado também foi mais que o dobro do registrado em 2019, quando as contas dos governos locais ficaram no azul em R$ 15,2 bilhões.

 

A conta da Covid-19 sobrou toda para a União. O governo federal teve um rombo de R$ 743,1 bilhões no ano passado, incluindo as despesas extras para combater os efeitos da pandemia na saúde e na economia. Somente com o socorro extra, a União repassou R$ 60 bilhões a estados e municípios, em quatro parcelas pagas entre junho a setembro. Foram R$ 10 bilhões destinados a ações de saúde e assistência social, sendo R$ 7 bilhões a governadores e R$ 3 bilhões a prefeitos.

 

Os R$ 50 bilhões tiveram aplicação livre, sendo R$ 30 bilhões para os estados e R$ 20 bilhões para os municípios. E as excelências – governadores e prefeitos – usaram essa dinheirama para salvar a vida dos mais de 350 mil brasileiros contaminados? Claro que não. Roubaram descaradamente. Com a ampliação das investigações, veremos se de fato a Justiça culpará os verdadeiros genocidas da pandemia.

 

Dívidas suspensas – A União também suspendeu o pagamento de dívidas dos governos locais. Com isso, prefeitos e governadores tiveram uma folga de R$ 65 bilhões, totalizando a ajuda extra do governo federal aos governos locais em R$ 125 bilhões. O Executivo realizou, ainda, as transferências constitucionais previstas em lei, liberando R$ 16 bilhões para os fundos de participação dos estados (FPE) e municípios (FPM). Com o pacote de ajuda, os estados e municípios terminaram o ano com dinheiro em caixa. Segundo dados do Tesouro Nacional, os governos locais tinham R$ 82,8 bilhões sobrando nos cofres públicos.

 

Coluna do Blog do Magno Martins

Trabalhador terá dez dias para contestar auxílio emergencial negado

Os trabalhadores que tentam ser incluídos na nova rodada do auxílio emergencial devem estar atentos. Segundo o Ministério da Cidadania, a Dataprev, estatal responsável pelas informações cadastradas no programa, continua a processar as bases de dados. Assim que novas listas de beneficiários forem divulgadas, o cidadão terá dez dias para contestar benefícios negados ou com valor menor que o previsto.

 

A consulta deve ser feita diariamente na página desenvolvida pela Dataprev dentro do site do Ministério da Cidadania. O trabalhador deverá digitar nome completo, nome da mãe, CPF, data de nascimento e conferir se um novo lote de beneficiários foi liberado.

 

Só está elegível para receber a nova rodada do auxílio emergencial quem recebia o auxílio de R$ 600 ou a extensão de R$ 300 em dezembro do ano passado e cumpre os critérios de elegibilidade da medida provisória que instituiu a nova fase do programa. Caso o benefício não tenha sido liberado ou tenha sido liberado em valor abaixo do previsto, o trabalhador poderá fazer a contestação.

 

Nesta rodada, o auxílio emergencial varia de R$ 150 a R$ 375, dependendo da situação do beneficiário. Diferentemente do ano passado, em que até duas pessoas da mesma família recebiam as parcelas, agora apenas um membro receberá o benefício.

 

Novos lotes

O lote mais recente do auxílio emergencial, que incluiu 236 mil pessoas, foi liberado pelo Ministério da Cidadania na última segunda-feira (12). Quem discordou do processamento de dados poderá contestar o resultado até 22 de abril.

 

A contestação é feita no mesmo site da consulta, bastando ao usuário clicar no botão “Solicitar contestação”. O próprio sistema só aceitará critérios passíveis de reavaliação, como informações erradas ou desatualizadas. Não será possível fazer um novo pedido, porque a base de dados usada é a de quem pediu o auxílio emergencial até o início de julho do ano passado.

 

Após o pedido de contestação, a Dataprev analisará as novas informações fornecidas pelo trabalhador. Como a reavaliação não tem prazo, o beneficiário deverá acessar o site diariamente.

 

Agência Brasil

Santa volta a jogar mal, perde para o Cianorte/PR e é eliminado da Copa do Brasil

O Santa Cruz está eliminado da edição 2021 da Copa do Brasil. Após perder para o Cianorte pelo placar mínimo, o Santa se despediu da competição nacional e deixou de faturar R$ 1,7 milhão. A partida foi disputada no Estádio Albino Turbay, em Cianorte (PR).

 

O Santa entrou em campo com um esquema de jogo mais reativo em relação às partidas anteriores. Com Caetano posicionado em frente à zaga e uma linha de quatro - Madson e Chiquinho como pontas - o interino Roberto de Jesus optou por recuar as linhas, inibindo as ações da equipe mandante. Na primeira etapa, o Cianorte manteve a posse de bola, mas não conseguiu converter o domínio em chances de gol. 

 

Apostando nos contra-ataques, o Santa Cruz não conseguiu encaixar boas oportunidades ofensivas. Deslocado, Chiquinho, principal peça do elenco tricolor, assumiu uma posição diferente; caindo pela ponta-direita, o camisa dez ficou criou pouco ao longo dos primeiros 45 minutos. 

 

Aos 32 do primeiro tempo, o árbitro Dewson Fernando Freitas (PA) expulsou o lateral-direito Augusto Potiguar em um lance interpretado pelo paraense como uma agressão. Mesmo com um a menos, a equipe coral conseguiu manter uma marcação forte na etapa inicial, deixando poucos espaços para o ataque paranaense. 

 

Para a etapa final, Roberto de Jesus acionou Ítalo Melo, que ocupou a lacuna deixada por Potiguar na lateral direita. Sem Karl, substituído, o Santa precisou abrir mão da trinca de volantes. O domínio do Cianorte, que - com um jogador a mais - aumentou a posse de bola na primeira metade do segundo tempo, se confirmou com o gol que veio na bola parada, aos 20 minutos. Após uma cobrança de escanteio, o zagueiro Maurício cabeceou para o fundo das redes. 

 

Sem poderio ofensivo, em desvantagem no placar e na quantidade de atletas em campo, o tricolor não conseguiu oferecer perigo aos donos da casa. Mesmo depois do gol, as melhores chances da partida continuaram sendo criadas pelo Cianorte. Na partida, o Santa não finalizou em direção ao gol; foram apenas finalizações erradas (duas no primeiro tempo e uma no segundo).

 

Eliminado da Copa do Brasil e do Nordestão, só resta ao Santa a disputa do Campeonato Pernambucano. O tricolor volta a campo no próximo domingo (18) às 16h, quando enfrenta o líder Náutico pelo estadual. A partida será disputada nos Aflitos. 

 

FICHA TÉCNICA

Cianorte

Bruno; Michel, Doma, Maurício e Rael; Zé Vítor (Sávio), Morelli e Calabrês; Grafite (Wilson Jr.), Pachu (Tales) e Buba (Vítor). Técnico: João Burse.

 

Santa Cruz

Jordan; Augusto Potiguar, William Alves, Célio Santos e Alan Cardoso (Eduardo); Derley (Marcos Vinícius), Karl (Ítalo Melo), Caetano (Ítalo Henrique) e Chiquinho (Péricles); Madson e Pipico. Auxiliar técnico: Roberto de Jesus. 

 

Gols: Maurício (20’ do 2T)

Cartões amarelos: Zé Vitor, Morelli e Doma (CIA); Alan Cardoso, Chiquinho (SCZ)

Cartões vermelhos: Augusto Potiguar (SCZ)

Estádio: Albino Turbay (Cianorte/PR)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)

Assistentes: Hélcio Araújo Neves e Márcio Gleidson Correia Dias (ambos do PA)

 

Folha de Pernambuco

TCE aponta prejuízo de R$ 8,2 milhões em contratos da PCR

Dois contratos assinados pela Secretaria de Saúde de Recife na pandemia foram reprovados em análise do Tribunal de Contas de Pernambuco. Um relatório concluiu que os documentos auditados, relativos a compras sem licitação de material médico-hospitalar para ajudar no combate ao novo coronavírus, apresentam indícios de irregularidades. O prejuízo estimado pelo TCE aos cofres públicos municipais é de R$ 8,2 milhões.

 

O levantamento faz parte do ‘pente-fino’ nas contratações emergenciais feitas na gestão Geraldo Julio (PSB) para enfrentamento da crise sanitária. Ao todo, foram abertas 43 auditorias especiais no Tribunal de Contas do Estado.

 

Nesta primeira etapa, os analistas apontam irregularidades em sete frentes:

 

  • Ausência de justificativa para os quantitativos contratados;
  • Indícios de direcionamento dos contratos às empresas vencedoras, que teriam sido previamente escolhidas;
  • Aquisição de produtos com valores acima do preço de mercado;
  • Escolha de empresas com capacidade operacional insuficiente para a entrega dos produtos nos prazos exigidos;
  • Liquidação e pagamento antecipados;
  • Execução da dispensa de licitação antes da publicação no Diário Oficial;
  • Ausência de comprovação do cumprimento dos limites atinentes ao trabalho de menores.

Os contratos em questão, fechados no ano passado, foram destinados à compra de itens como luvas cirúrgicas, algodão, seringas e agulhas, sondas, ataduras, fitas para controle glicêmico, entre outros.

 

Diante das supostas irregularidades, os analistas do Tribunal de Contas do Estado recomendam o encaminhamento do relatório aos órgãos competentes para apuração de eventual responsabilidade penal. Também sugerem que empresários e o ex-secretário de Saúde de Recife, o médico infectologista Jailson de Barros Correia, sejam multados e devolvam os mais de R$ 8 milhões aos cofres públicos. No TCE, a relatoria dos casos está sob responsabilidade do conselheiro Carlos Neves, que ainda não levou os processos para julgamento.

 

No ano passado, a prefeitura foi alvo de sete operações da Polícia Federal para investigar possíveis irregularidades nas contratações emergenciais da Secretaria de Saúde durante a pandemia. Com a palavra, a prefeitura de Recife.

 

Estadão

Pernambuco registra, nas últimas 24h, 2.531 novos casos e 68 óbitos por Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) registrou, nesta terça-feira (13), 2.531 novos casos e 68 óbitos por Covid-19. 
 
Entre os confirmados desta terça, 178 (7%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.353 (93%) são leves. Já as mortes aconteceram entre o dia 23 de outubro de 2020 e essa segunda-feira (12).

 

Agora Pernambuco totaliza 372.756 casos confirmados da doença, sendo 37.924 graves e 334.832 leves, e também 12.905 mortes pela Covid-19.

Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

 

Folha de Pernambuco


Choose Template Options


Predefined Color Skins
BG Patterns