Notícias

 Home / noticias

Boletim Secretaria de Saúde do Estado – n° de casos em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, neste domingo (28/03), 771 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 146 (19%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 625 (81%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 344.177 casos confirmados da doença, sendo 35.585 graves e 308.592 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.


Leia o boletim completo da SES-PE: 28.03 – BOLETIM COVID-19_COMUNICAÇÃO SES_PE


Além disso, o boletim registra um total de 291.403 pacientes recuperados da doença. Destes, 20.802 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 270.601 eram casos leves.


Também foram confirmados laboratorialmente 31 novos óbitos (16 femininos e 15 masculinos), ocorridos entre os dias 18/01/2021 e 27/03/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Belo Jardim (1), Buíque (1), Camaragibe (3), Canhotinho (1), Caruaru (1), Chã de Alegria (1), Igarassu (1), Jaboatão dos Guararapes (6), Moreno (1), Nazaré da Mata (2), Olinda (2), Paudalho (2), Recife (2), Santa Filomena (1), Serra Talhada (2), Timbaúba (1), Triunfo (1), Tuparetama (1) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 12.006 mortes pela doença.


Os pacientes tinham idades entre 30 e 100 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (3), 40 a 49 (3), 50 a 59 (5), 60 a 69 (5), 70 a 79 (7) e 80 ou mais (8). Do total, 24 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (11), diabetes (10), hipertensão (3), obesidade (3), tabagismo (3), doença renal (2),


doença neurológica (1), doença respiratória (1), etilismo (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais seguem em investigação.


Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 27.630 casos foram confirmados e 46.964 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.


MAIS LEITOS


O governador Paulo Câmara anunciou, em pronunciamento neste domingo (28.03), que Pernambuco ultrapassou a marca de 500 leitos abertos em 28 dias para o enfrentamento à Covid-19. O anúncio aconteceu após uma visita ao Hospital de Referência à Covid-19 – unidade Olinda, localizado na maternidade Brites de Albuquerque. A unidade teve sua capacidade ampliada, com mais 20 leitos de UTI. A expansão foi instalada em 15 estruturas modulares, na área externa do serviço de saúde, doadas ao Estado pelo Sistema Hapvida. Com as novas vagas, a unidade passará a contar com 120 leitos, sendo 70 de UTI. As estruturas modulares, com investimento em torno de R$ 1 milhão, têm 250m² de área total, contam com camas e suportes e já receberam os equipamentos necessários para instalação das UTIs.


O governador informou ainda que a rede estadual de saúde conta, neste momento, com mais de 1,5 mil leitos de UTI e quase 1,2 mil de enfermaria dedicados aos pacientes com o novo coronavírus, em 16 municípios do Litoral ao Sertão. É o maior volume de leitos dedicados aos pacientes com essa doença já registrado desde o início da pandemia. Antes, o máximo de leitos disponíveis pela Central Estadual de Regulação Hospitalar foi anotado em 20 de junho, quando havia 2.541 vagas, sendo 972 de UTI.


“É um esforço logístico e sanitário sem precedentes, que só terá efeito prático com o respeito de todos ao distanciamento social e ao uso de máscaras. Duas ações ao alcance de cada um, para conseguirmos reduzir a aceleração da doença”, frisou Paulo Câmara, acrescentando que com a abertura de novos leitos de UTI e as medidas restritivas aplicadas ao longo de março, a expectativa é conseguir frear a circulação do vírus e atender melhor a população. “A partir desta segunda-feira, já vamos contar com mais esses 20 leitos de UTI aqui de Olinda, na rede pública, que com certeza vão nos ajudar a salvar vidas neste momento tão difícil que passa o nosso Estado e o País”, disse Paulo Câmara, durante a entrega dos leitos.


Para o secretário estadual de Saúde, André Longo, a unidade instalada no hospital provisório em Olinda marca uma parceria entre o setor público e a iniciativa privada, a partir da empresa Hapvida, que se dispôs a ajudar com os módulos. “Para se ter uma ideia do tamanho desse esforço, nunca antes visto na história, estamos chegando, com essa unidade, a mais de 500 leitos de UTI abertos apenas neste mês de março. Isso significa que a gente aumentou a capacidade instalada, ou seja, aumentou o número de UTIs em Pernambuco em 50% nos últimos 28 dias para atender a população com Covid”, pontuou o secretário.


O projeto de estruturas modulares surgiu a partir de experiências que deram bons resultados em Wuhan, cidade da China que foi o epicentro do surto do novo coronavírus. O Sistema Hapvida também utilizou uma estrutura semelhante no tratamento de pessoas no Rio Grande do Norte, contribuindo para a reabilitação de pacientes infectados. “Essa estrutura tem uma grande virtude, que é a versatilidade na montagem. Ela serve tanto para leitos de enfermaria como para leitos de UTI. E, aqui em Pernambuco, foi definido um padrão de leitos de UTI. Uma outra grande virtude é a velocidade com que se consegue viabilizar o equipamento. Para essa estrutura, entre a chegada e a entrega de hoje, estamos falando em torno de 10 dias”, explicou o vice-presidente administrativo da Hapvida, André Melo.


BALANÇO DA VACINAÇÃO


Pernambuco já aplicou 932.984 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 717.391 foram primeiras doses. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 201.907 trabalhadores de saúde; 24.916 povos indígenas aldeados; 4.850 em comunidades quilombolas; 6.115 idosos em Instituições de Longa Permanência; 30.162 idosos de 64 a 69 anos; 271.320 idosos de 70 a 79 anos; 92.739 idosos de 80 a 84 anos; 84.502 idosos a partir de 85 anos; além de 880 pessoas com deficiência institucionalizadas. Em relação à segunda dose, já foram beneficiados 157.947 trabalhadores de saúde; 24.086 povos indígenas aldeados; 4.406 idosos institucionalizados; 38 idosos de 64 a 69 anos; 4.291 idosos de 70 a 79 anos; 20.246 idosos de 80 a 84 anos; 3.956 idosos a partir de 85 anos, além de 623 pessoas com deficiência institucionalizadas; totalizando 215.593 pessoas que já finalizaram o esquema.


Com emoção até o fim, Hamilton bate Verstappen e vence no Bahrein; veja 7 destaques

Em uma disputa espetacular que durou até a última volta, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, superou o holandês Max Verstappen, que largou da pole-position com a Red Bull, e venceu o Grande Prêmio do Bahrein, que abriu a temporada 2021 da Fórmula 1. O finlandês Valteri Bottas, da Mercedes, fechou o pódio deste domingo (28).


A corrida marcou o retorno da categoria à tela da Band após 40 anos. Foram quase três horas de aquecimento dentro do Show do Esporte, e uma transmissão com Sérgio Maurício, Reginaldo Leme, Felipe Giaffone e Mariana Becker (direto do Bahrein) que fez o fã da F1 não perder nenhum detalhe - da largada até o fim da festa do pódio.


Confira os 7 principais destaques da prova que abriu a temporada:


1: Início atribulado


Logo na volta de apresentação, Sergio Pérez (Red Bull) teve problemas no carro e atrasou a largada - o mexicano saiu dos boxes. Após o sinal verde, Verstappen manteve a liderança, seguido por Hamilton. Lá no fim do grid, Nikita Mazepin (Haas) escapou e obrigou a entrada do safety car. Na relargada, Pierre Gasly (AlphaTauri) perdeu o bico após toque em Carlos Sainz (Ferrari) e Mick Schumacher (Haas) também rodou.


2: Hamilton para primeiro


Hamilton foi para os boxes na volta 14 e voltou com pneus duros. A estratégia da Mercedes deu certo num primeiro momento, já que Verstappen, com pneus médios gastos, só parou na volta 18 e retornou 7 segundos atrás do heptacampeão.


3: Briga de campeões


O Bahrein viu brigas emocionantes entre os campeões mundiais Fernando Alonso (Alpine), Sebastian Vettel (que largou em último com a Aston Martin) e Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) por uma posição no top 10. No fim, porém, o espanhol abandonou com problemas na volta 35, o finlandês foi o décimo-primeiro e o alemão décimo-quinto, todos fora da zona de pontuação.


4: Hamilton bate mais um recorde


Na briga pela vitória, Verstappen, em segundo, andava mais rápido, e Hamilton voltou a parar na volta 29, retornando com pneus duros. De volta à ponta, o holandês só iria para os boxes na volta 40 e retornou a 8 segundos do inglês. Foi a chance para o heptacampeão bater mais um recorde histórico na categoria, o de mais voltas na liderança - que era de Michael Schumacher, com 5.111.


5: O que todos esperavam


As últimas voltas foram emocionantes, como todo o fã de F1 espera, com a vantagem de Hamilton para Verstappen caindo a cada giro. A cinco voltas do fim, o britânico escapou e viu o holandês a apenas 1 segundo.


Na volta 53 das 56, Verstappen tomou a ponta, mas Hamilton pegou ela de volta - o holandês ultrapassou o limite da pista e devolveu a posição. A pressão durou até o final, com o piloto da Red Bull inclusive abrindo a asa, mas o inglês sustentou o primeiro lugar e alcançou a vitória de número 96 da carreira.


6: O piloto do dia


A equipe da Band elegeu Sérgio Pérez como o melhor piloto da abertura da temporada. Depois de largar dos boxes, o mexicano da Red Bull foi galgando posições ao longo das 56 voltas e cruzou a linha de chegada em quinto.


7: Bronca de Bottas


O finlandês foi coadjuvante mais uma vez e viu Verstappen ser a principal ameaça ao companheiro de Mercedes. A equipe, por sinal, o prejudicou na segunda parada, com uma trapalhada que custou dez segundos nos boxes. “Estou desapontado como as coisas aconteceram. Lewis e eu tivemos estratégias diferentes, e do meu lado poderia ter sido melhor”.


E quando é a próxima etapa?


A Fórmula 1 retorna no final de semana dos dias 16, 17 e 18 de abril, com o GP de Emilia Romagna, na Itália. Tudo, é claro, com cobertura completa do Grupo Bandeirantes de Comunicação.



Corredor com 1,7 bilhão de árvores está surgindo no Brasil

O “Corredor de Biodiversidade do Araguaia” – às margens dos rios Araguaia e Tocantins – concluiu a primeira fase do projeto de reflorestamento e atravessará seis estados do país – conectando a Floresta Amazônica e o Cerrado.


Esse corredor de árvores criará um longo caminho verde com 2.600 quilômetros de extensão e 40 quilômetros de largura: 20 km serão em cada lado do percurso, às margens dos rios Araguaia e Tocantins.


Com área total de 10,8 milhões de hectares, o projeto planeja reflorestar 1 milhão de hectares que, atualmente, encontram-se degradados ou desmatados. As espécies existentes neles são nativas do Cerrado e da Amazônia. Para concluir o “corredor da biodiversidade”, calcula-se que serão necessários 1,7 bilhão de árvores.


Desenvolvido pela Fundação Black Jaguar, do empresário holandês Ben Valks, além de restaurar a fragmentada paisagem do corredor ecológico; o projeto contribuirá para a preservação da fauna e flora e para a produção agroflorestal.


Este imenso “cinturão” verde passará pelos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Pará e Maranhão e abrangerá 112 municípios e 23.997 imóveis rurais, sendo que 96% são propriedades privadas.


Por causa da expansão das atividades agropecuárias que necessitam, cada vez mais de áreas de pasto, foi preciso buscar parcerias com os proprietários rurais locais; a fim de que eles permitissem a preservação e recuperação da terra, adequados às normas do Código Florestal.


Os benefícios ambientais, sociais e econômicos gerados no futuro corredor serão enormes. A recuperação da vegetação pode gerar US$ 21,1 bilhões em benefícios econômicos, em 50 anos, associada à implantação de sistemas de produção agroflorestal.


Além disso, a criação de 38 mil empregos, redução de 527 milhões de toneladas na erosão do solo, captura de 262 milhões de toneladas de carbono decorrente do plantio de árvores e muitas outras grandes.

Fonte:  Jornal da Cidade On Line



A outra face do amor - Pastor Cláudio Duarte

Você sabia que pessoas que entendem a situação que estão vivendo em seu relacionamento e aceitam aconselhamento de pessoas maduras possuem mais chances de viver um relacionamento feliz e saudável? 



E que quando você usa as ferramentas necessárias para construir e edificar o seu relacionamento, as chances de separação diminuem muito? 



Segundo pesquisas, com a pandemia da COVID-19, muitos casais foram forçados a ficarem juntos por mais tempo, trabalhando home-office e fazendo basicamente todas as atividades do dia a dia em casa com o parceiro (a).



Isso trouxe um choque de realidade para muitos, que descobriram que seus relacionamentos não estavam tão bem quanto pensavam.

 

Você já ouviu aquele ditado que “Dois bicudos não se beijam” ?
Pois é, foi mais ou menos por aí.



Dentro deste cenário, muitos casais acabaram se desgastando muito e brigando como nunca antes. Alguns até se separaram por não saber a forma correta de se comunicar e tudo isso somado ao medo desse vírus tão perigoso, trouxe sérias consequências para os relacionamentos, casais e famílias.



Com essa situação tão desafiadora, muitas pessoas foram afetadas em sua saúde física, mental e emocional. E para lidar com isso, preparei algumas dicas para te ajudar:


???? Faça algo para acalmar sua mente


Ficar pensando apenas no problema só te fará viver com muita angústia e medo. E a palavra de Deus diz que satanás escraviza pelo medo.
Procure fazer coisas que vão te aproximar de Deus, leia a Bíblia, converse com pessoas que podem te orientar caso você se sinta sozinho e angustiado (a).


???? Seja mais companheiro (a) de sua família e amigos

O companheirismo é algo que só pode ser desenvolvido através do diálogo e proximidade com as pessoas que você ama. Tire um tempo para ouvir bons conselhos e aconselhar pessoas, abra seu coração para quem você sabe que pode confiar e deixe que Deus te cure através de conversas maduras e edificantes.


???? Perceba se você está em um relacionamento que não é saudável



Se você está vivendo com uma pessoa grosseira e que te desrespeita, chegou a hora de pensar em estratégias para mudar essa situação. Você precisa buscar ajuda, seja através de ministrações sobre relacionamentos, treinamentos, livros, e até mesmo ajuda de profissionais e ou pessoas qualificadas para te aconselhar neste processo.



Se você deseja viver um relacionamento feliz e saudável, superando os desgastes e frustrações na sua vida emocional, aperte no link ???? e se inscreva no meu treinamento 100% grátis.



http://bit.ly/a-outra-face-do-amor


Não se esqueça de convidar 5 amigos para participarem com você nessa jornada ????

Um abraço,

Claudio Duarte

Estados vão receber 11 milhões de vacinas na próxima semana, promete Governo Federal

Do Correio Braziliense


O Ministério da Saúde vai distribuir mais 11 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 entre os estados brasileiros na próxima semana. A distribuição foi confirmada pelo ministro Marcelo Queiroga, que trabalhou neste sábado (27/3) para tentar atingir, já nos próximos dias, a meta de imunizar 1 milhão de pessoas por dia no país.


Ao deixar o Ministério da Saúde, na noite deste sábado, Marcelo Queiroga disse que os estados brasileiros vão receber, na próxima semana, 11 milhões de doses da Coronavac e da Astrazeneca. “Elas já chegaram e vão ser distribuídas para os estados segundo os critérios do Programa Nacional de Imunização”, contou o ministro, em entrevista à GloboNews.


A entrega das doses visa acelerar a imunização contra a covid-19, além de evitar a falta de vacinas em locais como o Distrito Federal (DF), que já avalia restringir a imunização de pessoas que moram em outros locais para evitar que faltem doses para o grupo prioritário morador do DF.


Queiroga disse, por sua vez, que o Brasil está muito perto de atingir a meta de imunizar 1 milhão de pessoas por dia. “Fizemos um compromisso de, no começo de abril, já vacinar 1 milhão de brasileiros por dia. E essa meta está muito próxima de ser atingida. Ontem, vacinamos mais de 800 mil brasileiros. Isso mostra a força do programa nacional de imunizações”, contou o ministro, em vídeo compartilhado nas redes sociais.


Máscara


O ministro da Saúde também pediu que os brasileiros usem a máscara de proteção e respeitem as medidas de distanciamento social exigidas pela pandemia de covid-19, inclusive no feriado da Semana Santa, na próxima semana. Segundo ele, é preciso que os brasileiros se conscientizem do seu papel na pandemia para que a covid-19 seja controlada no país.


“As máscaras ajudam a bloquear a circulação do vírus. […] Sabemos que muitas famílias brasileiras gostam de confraternizar, se juntar em casa, até mesmo por conta da tradição cristã. Mas façam isso usando máscara, resguardando o afastamento recomendado pelas autoridades sanitárias. É muito importante para todo o Brasil que consigamos aderir às recomendações das autoridades sanitárias. […] Cada um tem que saber do seu papel para pôr fim à pandemia”, pediu.


O apelo vem em meio a uma sucessão de recordes de casos e mortes decorrentes da covid-19. Neste sábado, por exemplo, o Brasil registrou mais 3.438 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas. Foi o maior volume para um sábado desde o início da pandemia e a terceira vez na semana em que o país contabilizou mais de três mil mortos por covid-19 em 24 horas.


Náutico goleia o Vitória/PE e se isola na liderança do Pernambucano

Em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Pernambucano, o Náutico goleou o Vitória/PE pelo placar de 4x1 e se isolou na liderança. Dominando o adversário, que segue ocupando a lanterna da competição, o timbu marcou quatro gols na primeira etapa e chegou ao quarto resultado positivo em quatro jogos disputados. São 12 pontos conquistados e 100% de aproveitamento na temporada.


O primeiro tempo começou com um susto. No minuto inicial, um choque de cabeças entre Geovani e Palominha, do Vitória, os dois jogadores caíram desacordados no gramado. Ambos foram atendidos em campo e voltaram ao jogo. Minutos depois, Palominha voltou a desabar em campo e foi socorrido pela ambulância e levado ao Hospital da Restauração (HR), no Derby, região central do Recife.


A partida ficou paralisada por aproximadamente 16 minutos. Quando o jogo foi retomado, aos 28 minutos do primeiro tempo, Vinícius aproveitou uma sobra dentro da grande área e abriu o placar. A partir daí, o domínio alvirrubro sobre o tricolor das tabocas se concretizou. Aos 40, o goleiro Preto, do Vitória, falhou na saída de bola e chutou nos pés de Jean Carlos; a bola bateu no camisa dez e morreu no fundo das redes.


Um minuto depois do segundo gol, Erick fez jogada individual pelo lado direito e marcou o terceiro. Mesmo com os três gols, o Náutico continuou marcando a saída de bola do adversário e ocupando os espaços no campo de ataque.


A postura ofensiva, aliada à fragilidade do Vitória, fez com que o melhor ataque da competição - com treze gols marcados - tivesse uma série de oportunidades de gol na primeira etapa. O quarto gol veio aos 57. Jean Carlos deu um bom passe para Vinícius, que chutou da intermediária e marcou o seu segundo gol na partida.


Na volta do intervalo, houve um novo incidente envolvendo o choque entre cabeças no início da partida. O zagueiro Geovani, que atuou por todo o primeiro tempo, passou mal ao voltar do vestiário e, assim como Palominha, foi socorrido ao HR. Apesar do susto, os dois jogadores passam bem.


Na segunda etapa, a equipe alvirrubra diminuiu o ritmo e, consequentemente, caiu de rendimento. O gol do Vitória veio aos 19; após bola levantada na área, Danilo Quipapá - formado nas categorias de base do timbu - dominou com liberdade e marcou o primeiro do time vitoriense.


O Náutico terá uma folga até a próxima partida. No dia 7 de abril, o timbu visita o Salgueiro em jogo válido pela quinta rodada do estadual. Já o Vitória, que amarga a lanterna do campeonato, volta a campo na próxima quarta-feira (31), quando enfrenta o Sete de Setembro de Garanhuns na Arena de Pernambuco.


FICHA TÉCNICA
Náutico:

Alex Alves; Hereda (Bryan), M. Trindade, Camutanga e Rafinha; Rhladney (Djavan), Luiz Henrique (Marciel) e Jean Carlos (Matheus Carvalho); Erick, Vinícius (Giovanny) e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

Vitória:
Preto; Léo Fernandes, Geovani (Juninho), Edvian e Danilo Quipapá; Rogério (Léo Carioca), Palominha (William), Wellingtom e Diogo Peixoto (Careca); Nathan (Yerien) e Marcelo Nicácio. Técnico: Lelson Lopes.

Local: Aflitos (Recife/PE)
Cartões amarelos: Edivan (VIT) e Marciel (NAU)
Gols: Náutico: Vinícius (28’ 1T e 57’ 1T); Jean Carlos (40’ 1T); Erick (41’ 1T). Vitória: Danilo Quipapá (19’ 2T)
Árbitro: José Woshington da Silva. Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Victor Matheus de Lavor Paes Barreto


Verstappen vence disputa com Hamilton no Bahrein e crava primeira pole da F1 em 2021

Uma Fórmula 1 do jeito que o fã gostaria de ver. Depois de longos anos de domínio da Mercedes, a temporada 2021 começou com grande perspectiva de uma batalha real com a Red Bull pelo título. Nos primeiros treinos livres da etapa de abertura do campeonato, no Bahrein, Max Verstappen dominou as atividades e liderou as três sessões, sendo a última até com facilidade em cima de Lewis Hamilton. Na definição do grid de largada em Sakhir, na noite deste sábado, o holandês confirmou o favoritismo com direito a uma grande e pesada batalha com Lewis Hamilton. No fim, Max cravou uma volta perfeita, 1min28s997, com a melhor parcial nos três setores, superou o heptacampeão em 0s388 e garantiu a quarta pole da carreira e abrindo da melhor forma a temporada deste ano. Um ano que promete demais para a F1.

Valtteri Bottas vai largar em terceiro depois de ter ficado a 0s589 do tempo do pole Verstappen. O finlandês dividirá a segunda fila do grid de largada do GP do Bahrein com Charles Leclerc, que superou o novo companheiro de equipe, Carlos Sainz, que despontava com melhor desempenho no Q2 ao bater o monegasco por apenas 0s001. A Ferrari mostra ter realmente evoluído ao deixar para trás a forte McLaren, que se colocou em sexto lugar no grid, com Daniel Ricciardo, e em sétimo, com Lando Norris.

Vale um parágrafo à parte para a performance de Pierre Gasly, que foi novamente muito bem com o carro da AlphaTauri, que se mostra bem nascido logo de cara. O francês vai largar na quinta posição em Sakhir.

Quem também andou bem demais foi Fernando Alonso, que foi ao Q3 na sua primeira classificação no regresso à F1 e vai largar em nono com o carro da Alpine, entre a Ferrari do compatriota Sainz e a Aston Martin de Lance Stroll, décimo. Sergio Pérez, em sua primeira classificação com a Red Bull, não passou para o Q3 e vai largar só em P11. Pior ainda foi Sebastian Vettel, que amargou a eliminação ainda no Q1 e vai largar em P18, atrás até da Williams de Nicholas Latifi e à frente só das Haas de Mick Schumacher e Nikita Mazepin

Assista ao BRIEFING com tudo sobre a classificação que definiu o primeiro pole do ano na F1 neste sábado em Sakhir. E o GP do Bahrein de Fórmula 1 tem largada marcada às 12h (de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

A classificação começou com toda a expectativa em cima de Max Verstappen, grande favorito à pole-position depois do desempenho arrasador nas três sessões de treinos livres em Sakhir. Mas, muito longe do protagonismo, as lanternas Williams e Haas mandaram seus pilotos para a pista para aproveitar a pista livre no começo do Q1 com a temperatura ambiente na casa dos 30ºC. A previsão do tempo apontava para queda brusca de temperatura e também para ventos fortes, o que trazia a perspectiva até de tempestades de areia. O que não aconteceu.

O primeiro tempo da noite seria registrado por George Russell, dono de lembranças contrastantes de Sakhir — correu pela Mercedes no lugar de Lewis Hamilton, mas perdeu, de forma amarga, a chance de vencer no anel externo em dezembro do ano passado. Mas o britânico abortou a volta, enquanto Nikita Mazepin rodou na sua primeira tentativa de volta rápida. Assim, quem virou o primeiro tempo do Q1 foi Mick Schumacher com 1min33s861.

Mas as melhores voltas não tardaram a chegar. Mercedes, Red Bull, McLaren e Ferrari, por exemplo, mandaram logo seus pilotos para a pista, todos usando pneus macios.

Fernando pai e Fernando Filho: dobradinha federal?

O deputado e ex-ministro Fernando Bezerra Filho (DEM), filho do líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB), já admite que o grupo político do seu pai não terá nenhuma dificuldade em negociar com o bloco de oposição uma dupla candidatura da família Coelho à Câmara dos Deputados, desde que o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), seu irmão, venha a ser escolhido candidato consensual ao Governo do Estado.


"Não estamos tratando de eleição neste momento em razão da grande prioridade ser a superação da pandemia do coronavírus, mas sou candidato à reeleição e meu pai também pode trocar o Senado pela Câmara e irmos juntos para federal. Tudo isso vai depender dos entendimentos pelo conjunto de partidos que formam o bloco de oposição", disse o parlamentar. As declarações foram feitas durante entrevista ao programa do radialista Alberes Xavier, da Rede Agreste, em Santa Cruz do Capibaribe.


Fernando Filho descartou a possibilidade, corrente nos bastidores, de que o senador e pai venha a se compor com a aliança governista em 2022, saindo candidato à reeleição numa chapa encabeçada para o Governo de Pernambuco pelo ex-prefeito do Recife Geraldo Júlio (PSB). "Em política, não podemos usar o nunca nem o jamais, mas todos sabem que estamos na oposição, temos combatido o Governo Paulo Câmara e meu pai, além de aliado de Bolsonaro, sendo líder do seu Governo no Senado, tem sido firme na oposição ao PSB", ressaltou.


Prefeitura de Timbaúba é Referência no Combate ao Coronavírus

Com uma crescente onda de casos da Covid-19 no município de Timbaúba, assim como em todo país, a Prefeitura da cidade, no intuito de combater o Coronavírus, montou uma estrutura para atendimento às pessoas com sintomas da Covid-19. Uma grande equipe foi contratada para somar com a que já está trabalhando na linha de frente de atendimento de pacientes com o vírus.


Na volta do Anexo do Centro de Atendimento da Covid-19, a Prefeitura soma uma equipe grande de profissionais contratados para trabalhar ao lado de 14 médicos, mais 12 enfermeiros, mais 8 técnicos de enfermagem, com mais quatro atendentes na recepção , quatro apoios e quatro serviços gerais, trabalhando 24 horas.


É importante ressaltar que o anexo não havia fechado, mas sim, transferido para um lado adjacente à UPA. Devido ao aumento repentino do número de casos, o primeiro Centro de Atendimento a Covid-19 foi reaberto.


Atualmente, a estrutura, que já está aberta, dispõe de 14 leitos para adultos e 03 infantis para atender a população. Todo material necessário para os testes da Covid-19 está disponível também no Centro de Atendimento.


Nesta quinta-feira (26) o consumo de oxigênio de pelos pacientes na Unidade de Pronto Atendimento passou de 10 cilindros por semana, para 20 cilindros por dia. Em vista do aumento do número de casos, a Prefeitura de Timbaúba trabalha diariamente com equipes da Secretaria de Saúde nas ruas, feiras, e centros de grande movimentando, conscientizando o cidadão timbaubense da importância do uso na máscara, higienização das mãos, e do distanciamento social para prevenir o contágio do vírus.

Fonte: Blog Ponto de Vista


Retrô faz bom jogo, empata na reta final, mas cai nos pênaltis para o Corinthians

Foi por pouco. A atuação foi digna de um time grande, mas a classificação à terceira fase da Copa do Brasil ficou pelo caminho. Em sua primeira participação no mata-mata nacional, o Retrô encontrou o Corinthians pela segunda fase do torneio. Mesmo com uma folha salarial 60 vezes menor que a do poderoso adversário paulista, a equipe pernambucana foi superior durante todo o encontro. Mas, após empate em 1x1 durante os 90 minutos, acabou caindo nos pênaltis, em duelo que aconteceu em Bacaxá, no Rio de Janeiro, na noite desta sexta-feira (26).


No primeiro tempo, o Retrô fez jus à mentalidade aplicada no clube. Mesmo diante de um adversário superior tecnicamente, a equipe de Camaragibe não se intimidou e apesar do revés no placar, foi para o intervalo com 67% da posse de bola e criando mais oportunidades de gol que o Corinthians.


Logo no início, o Alvinegro chegou duas vezes com perigo com Rodrigo Varanda e Mosquito, mas não finalizou em gol. A primeira grande chance real de gol saiu dos pés de Gelson. O volante do clube pernambucano recebeu boa bola por cima da zaga corintiana, mas finalizou para fora na saída de Cássio, aos 16. Como castigo, dois minutos mais tarde, o Alvinegro paulista abriu o marcador em sua única finalização na etapa inicial. Otero cobrou falta com perfeição, acertando o ângulo de Jean. O goleiro do Azulão se esticou todo, mas não conseguiu impedir o tento.


Mesmo atrás no marcador, o time comandado pelo técnico Nilson Corrêa não se abateu e seguiu pressionando a saída de bola do Timão. Quanto tinha a bola, apesar do péssimo gramado do estádio Elcyr Resende de Mendonça conseguia envolver a equipe paulista com boas trocas de passes e agilidade pelas laterais.


No tempo complementar, a tônica do jogo seguia a mesma. Pelo menos até os primeiros 20 minutos. O Retrô ficava mais com a bola, mas diferente do primeiro tempo não ameaçava a meta corintiana. Já os paulistas chegavam com perigo apenas com Otero, principalmente nas cobranças de escanteio. Em uma delas, o camisa 11 quase fez olímpico, mas viu Jean fazer boa defesa para evitar o segundo gol do tricampeão da Copa do Brasil.


O Azulão só voltou a assustar o adversário nos dez minutos finais do jogo. E foi o suficiente para igualar o marcador para levar o confronto para os pênaltis. Aos 36, Thiaguinho chutou de fora da área e Cássio mandou para escanteio. Na sequência do lance, após o corner cobrado da direita, Mayco Félix cabeceou para o fundo das redes.


Nas penalidades máximas, Gelson perdeu o único penal para o Retrô, enquanto todos os corintianos converteram com êxito suas cobranças, fazendo 5x3 e colocando o Timão na próxima fase da Copa do Brasil.

Fonte: Folha de Pernambuco


Choose Template Options


Predefined Color Skins
BG Patterns