Notícias

 Home / noticias

CEEB fecha as portas

Nesta manhã de terça-feira 20, foi surpreendida com a triste notícia de que a instituição que atende  pessoas com deficiências a décadas, fechou suas portas, foram anos de história e de bons serviços  prestados, jogados na lata do lixo, sem nenhuma consideração com todas as histórias que foram construídas e superada, no decorrer de décadas.

 

Uma pena que a nova gestão não tenha um olhar de generosidade e empatia por todos os usuários, que costumo chamar de ANJOS, que são atendido mediante a cada necessidade, dediquei 10 anos da minha vida aquele lugar e sei da realidade e necessidade de cada um.

 

Os profissionais que chegam pra desenvolver seus serviços profissionais, seja em qualquer função, terão acrescentadas as suas vidas experiências positivas e únicas.

 

Em 2019, o CEEB saiu da SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, passando a ser administrado pela SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS, sendo resignificado, porém, sem perder a essência.

 

Deixou de ser CEEB - Centro de Educação Especial de Bezerros, para a ser: Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Pessoa com Deficiência.

 

De fato que o  Serviço de Convivência..., está sem funcionar em virtude da pandemia, onde o público alvo atendido, em razão as suas situações são consideradas de risco.

 

Porém agora diante da notícia é, que nunca mais irá funcionar, me deixaram perplexica, revoltada, triste, na verdade um misto de sentimentos ruins e revoltada.

 

Mais EMPATIA com as pessoas com necessidades especiais da cidade de Bezerros.

 

Paula Suilan

Ec funcionária do CEEB

Chuva no Agreste aumenta otimismo de agricultores para a colheita de milho

As fortes chuvas que atingiram o Agreste pernambucano nas últimas semanas aumentaram as expectativas dos agricultores em relação à safra de milho deste ano. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a previsão é de que o cenário se mantenha o mesmo nos próximos meses.

 

Na fazenda Zé de Arruda, no sítio Gravatá Sul,  o agricultor José Pereira da Silva é um dos que estão comemorando a temporada. "Agora, é só alegria. Se Deus quiser, em 90 dias a gente vai estar com a colheita madura. O inverno está sendo bom para nós", disse.

 

De acordo com o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), a região Agreste está vivenciando o calendário agrícola. Isso significa que, até 31 de maio, as plantações podem ser feitas para se obter o melhor resultado no momento da colheita. Anísio Júnior, supervisor regional do IPA, alerta que "é hora do agricultor analisar as sementes já existentes em sua propriedade, ver se a germinação é favorável, plantar em curva de nível (produção organizada usando linhas que têm diferentes altitudes de acordo com o terreno) e esperar o período chuvoso, que está se concretizando".

 

Roni Guedes, meteorologista da Apac, explicou que a partir do mês de abril começa o período chuvoso na região do Agreste, que se estende até julho. "A expectativa é que,a cada mês, chova em torno de 100 mm nesta área. Totalizando quase 400 mm para este ano de 2021", disse.

Brasil registra 1.347 óbitos e 30.634 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h

O Brasil contabiliza 374.682 mortes por Covid-19, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta segunda-feira (19). Em 24 horas, foram registrados 1.347 novos óbitos pelas secretarias estaduais de saúde. 

 

A soma de casos acumulados é de 13.973.695. Entre ontem e hoje, foram notificados 30.624 novos casos de infecção. Os dados indicam também que 1.138.301 pacientes estão, neste momento, em acompanhamento. Outros 12.460.712, o correspondente a 89,2% dos infectados, já se recuperaram.

 

Estados

São Paulo soma até o momento 2.750.300 pessoas contaminadas. Os outros estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (1.281.421) e Rio Grande do Sul (922.550). Já o Acre segue com o menor número de casos (75.599), seguido de Roraima (93.790) e Amapá (103.374).

 

Em número de mortes, São Paulo também lidera, com 88.528 óbitos. Rio de Janeiro (41.418) e Minas Gerais (30.397) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (1.433), Roraima (1.445) e Amapá (1.477).

Governo de Pernambuco anuncia licitação para acesso viário ao frigorífico da Masterboi em Canhotinho

Foi lançado o processo licitatório para contratar a empresa que vai construir o acesso viário à fábrica da Masterboi, em obras na cidade de Canhotinho, no Agreste Meridional. O sistema viário tem orçamento de R$ 3 milhões e será custeado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).

 

A obra é uma contrapartida do Governo para a empresa, que entendeu a estratégia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sdec) de interiorizar o desenvolvimento e promover o equilíbrio da geração de riquezas. A notícia foi dada pelo governador Paulo Câmara ao presidente da Masterboi, Nelson Bezerra, e ao diretor administrativo da empresa, Miguel Zaidan, em reunião no Palácio do Campo das Princesas.

 

As obras estão em estágio avançado, com a terraplanagem já finalizada e cerca de 30% do cronograma cumprido. O início das atividades está previsto para dezembro de 2021. A empresa vai investir R$ 90 milhões na implantação de um frigorífico industrial e um abatedouro.

 

O andamento das obras, inclusive, tem mudado as expectativas da cidade. Para se ter ideia, o empreendimento vai gerar cerca de 800 empregos diretos. Quando estiver em plena atividade, o frigorífico terá uma capacidade de abater 550 gados por dia e processar 250 toneladas diárias de carne, entre bois, suínos, caprinos e ovinos.

 

SOBRE A MASTERBOI – A empresa é pernambucana, com matriz no Recife, e há 19 anos atua no mercado nacional de processamento e distribuição de alimentos. Produz cortes especiais e, além dos produtos de marca própria, atua com distribuição, exportação e importação. Seu mix é composto por mais de 700 itens, entre carnes bovinas, espetinhos, carne de sol, charqueados, aves, suínos, embutidos, laticínios, ovinos, pescados, crustáceos e vegetais.

 

A Masterboi possui atualmente cinco unidades em Pernambuco, sendo um centro de distribuição e processamento e quatro lojas de atacarejo. Além disso, opera um CD na Paraíba e duas plantas frigoríficas industriais em Tocantins e no Pará, com capacidade de abate de 1,7 mil bois por dia. Todas as unidades frigoríficas têm certificação do SIF (Serviço de Inspeção Federal) e são habilitadas a exportar para mais de 45 países. Ao todo, emprega 2,7 mil funcionários nas suas unidades do Recife, São Geraldo do Araguaia (PA) e Nova Olinda (TO).

Nem todo silêncio é sabedoria

Existe silêncio que significa sufocamento, angústia e sofrimento. Na nossa contemporaneidade isso tem sido muito comum, principalmente nos nossos jovens e adolescentes  que passam a vida inteira sufocando seus sentimentos , reprimindo seus desejos e amputando seus sonhos.

 

Cada dia mais, o número de casos de depressão aumentam entre nossos jovens e  consequentemente os casos de suicídio ganha destaque. Por que será que isso acontece?

 

Não tem coisa que cause mais sofrimento do que você mascarar  sentimentos, não tem coisa mais angustiante do que você manter um personagem para os outros e o seu interior não ser nada daquilo que tenta representar.

 

Um dos fatores que levam nossos jovens a camuflagem é o medo de se assumir diante de uma sociedade que ainda não aprendeu a acolher e sim apontar o dedo. Outro fator é o medo de decepcionar os pais que depositam nos filhos suas expectativas e frustrações que permeiam nas suas vidas. A relação pai e filho, torna-se cada vez mais distante quando é perceptível que o filho ou a filha  não saiu exatamente como eles planejaram e assim deixam de ver  neles o que é mais importante, o  amor por esse pai , por essa mãe, o cuidado, o  zelo, e passam a ignorá-los  sem perceberem  os danos causados por esses olhar deprimente.

 

É importante que nas relações interpessoais  exista sempre a empatia. É primordial que se coloque na balança o que é mais significativo ver nos nossos filhos, o sentimento de frustração, angústia ou vê-los felizes!?

 

Não temos o direito de obrigar ninguém a ser o que queremos ser,  cada um  é responsável por sua vida, por suas escolhas, por sua satisfação pessoal. Quem ama de verdade deixa livre. É tempo de empatia. 

 

Mais amor e menos repressão. Vamos cuidar dos nossos jovens!?

 

Vamos cuidar dos nossos filhos!?

Covidão não é unanimidade

Partido majoritariamente de cúpula integrada por caciques de Pernambuco, a começar pelo presidente nacional Carlos Siqueira, cria do ex-governador Miguel Arraes, o PSB não emitiu nenhum sinal para estancar o surgimento de uma pré-candidatura a governador nas eleições de 2022, no caso o secretário estadual da Casa Civil, José Neto, para disputar internamente com o ex-prefeito do Recife, Geraldo Covidão.

 

Calado estava, calado ficou. Mas os que não querem hegemonia no partido reagiram com euforia ao nome de Zé Neto, como o deputado Romero Albuquerque e sua esposa, a vereadora Andreza Romero, ambos do PP, partido alinhado ao Palácio, liderado no Estado pelo deputado federal Eduardo da Fonte. Também bateu palmas o deputado Rogério Leão, do Avante, e integrante do grupo do deputado Sebastião Oliveira.

 

Foi Sebá, como é mais conhecido o líder do Avante na Câmara dos Deputados, que lançou o nome de Zé Neto, com acolhida eufórica, mas silenciosa, para não contrariar num todo a base governista na Assembleia Legislativa, onde o prestígio de Geraldo Covidão rasteja. Se os que têm poder de voz e decisão no partido silenciaram, na prática o ex-prefeito, alvo de sete operações da Federal em sua gestão, nunca foi nem será unanimidade.

 

Tem um velho ditado que diz que quem cala, consente. Evidentemente, faltando ainda um ano e sete meses para as eleições, Zé Neto não vai colocar o carro diante dos bois, mas um fato é mais do que real, oportuno: a base governista está dividida para a sucessão de Paulo Câmara e, em se tratando de uma aliança ampla, complexa e cheia de complexos tipo patinho feio, seus desdobramentos são imprevisíveis.

 

Sebá não iria falar por si só. O blog apurou e fez postagem, sábado passado, que Câmara e Geraldo estão distanciados, feito gato e rato, tudo porque o governador não cede às pressões para Covidão usar a máquina para fortalecer sua posição frente agora a Zé Neto. O Palácio pode até negar a briga, mas meu avô dizia que onde tem fumaça, tem fogo.

 

O LANÇAMENTO – De Sebastião Oliveira, em entrevista ao blog na quinta-feira passada, ao tomar a iniciativa de lançar Zé Neto para governador: “Faça uma pesquisa na base do Governo na Assembleia Legislativa. Vais constatar que José Neto é um nome consensual. Nelson Rodrigues falou que toda unanimidade é burra, mas Neto é uma notável exceção, abre um paradigma na ampla aliança que elegeu e reelegeu Câmara. Nunca vi alguém tão talhado para vida pública. Sério, fiel, leal e jeitoso, Zé Neto resolveu todas as crises na relação da Assembleia com o Governo depois que assumiu a Secretaria de Governo”.

 

SUJO FEITO GALINHEIRO – Escondido numa pasta sem a menor visibilidade na equipe de Paulo Câmara, de quem virou subalterno, odiado por grande parte da aliança pela maneira como tratou quando esteve no poder com caneta carregada, Geraldo Covidão se complica a cada dia com as notícias das suas contas mal-assombradas. Na semana passada, um relatório do TCE, fruto de auditoria, apontou um prejuízo de R$ 8,2 milhões em apenas dois contratos. Há, ainda, em fase bem avançada, outras 42 auditorias com combustão suficiente para atropelar a sua pretensão de concorrer ao Governo do Estado em 22.

 

Coluna da Segunda-feira do Magno Martins

Parede falsa escondia respiradores novos em hospital do Pará, dizem funcionários

Uma vistoria feita no Hospital Regional Abelardo Santos, a 20 quilômetros de Belém (PA), descobriu 19 respiradores novos em uma “parede falsa” de uma sala da unidade hospitalar. A descoberta aconteceu durante o processo de troca de gestão da Organização Social de Saúde (OSS) Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu, que administrava o hospital, no dia 22 de março. 

 

A instituição, que fica no distrito de Icoaraci, é referência no combate à Covid-19 e atendia exclusivamente pacientes com a doença até o dia 15. O governo do Pará confirmou à CNN a informação sobre a descoberta dos ventiladores, mas negou a existência de uma parede falsa e afirmou que uma comissão interna está apurando as razões dos aparelhos não terem sido utilizados até aquele momento.

 

Uma funcionária do hospital afirmou à CNN que os respiradores estavam atrás de uma parede falsa no auditório do prédio e que foi preciso quebrar a parede para terem acesso aos equipamentos. Ela preferiu manter a sua identidade preservada.

 

Segundo a funcionária, o patrimônio do hospital é contabilizado e os 19 respiradores eram registrados, mas estavam desaparecidos. Por conta disso, ainda de acordo com ela, o setor financeiro da Secretaria Estadual de Saúde estava à procura dos equipamentos, mas a história foi abafada.   

 

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará, os respiradores foram imediatamente colocados em uso após a realização de uma análise técnica. De acordo com a pasta, o atendimento de pacientes não foi prejudicado. O estado do Pará registra ocupação de 81,3% de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 60,1% de ocupação de leitos de enfermaria no sistema público.

 

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará não informou o valor pago por equipamento e nem a data de aquisição. Procurada, a Santa Casa de Pacaembu ainda não se pronunciou.

 

Suspeita de desvio

 

A juíza Marisa Belini de Oliviera, da 3ª Vara da Fazenda de Belém, determinou que R$ 2,18 milhões em dinheiro e imóveis de 11 réus fiquem indisponíveis. 

 

A decisão, proferida no último dia 12, foi tomada após denúncia do Ministério Público do Pará. O governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB), integrantes da Casa Civil e da secretaria da Saúde são alvos da decisão. 

 

A ação civil pública investiga suspeita de desvios de dinheiro público no enfrentamento à pandemia no estado. A magistrada, no entanto, indeferiu pedido de afastamento do governador do cargo.

 

Sobre a decisão, o governo do Pará disse que “a empresa devolveu todo o recurso aos cofres do Estado - e ainda é processada por danos morais coletivos”. A defesa do governador informou que recorreu ao Tribunal de Justiça.

 

CNN BRASIL

Com apoio de FBC e Fernando Filho, Juliana Chaparral fará entrega de retroescavadeira à população de Casinhas

Em entrevista concedida ontem (17) à Rádio Integração FM, a prefeita Juliana de Chaparral (DEM) anunciou que fará a entrega de uma retroescavadeira à população de Casinhas. “Estaremos fazendo a entrega dessa retroescavadeira à população casinhense, uma ação do nosso deputado federal Fernando Filho, que, se Deus quiser muito vai ajudar o nosso município, ao lado de Chaparral, que tem nos dado uma força muito grande, por toda sua experiência e dedicação adquirida quando esteve à frente do Governo Municipal de Orobó”, afirmou.

 

A prefeita participou, na última sexta-feira (16.04), de um encontro para entrega dos equipamentos, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, com o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e o deputado federal Fernando Filho (DEM), ao lado de outros prefeitos da região, a exemplo de Biu Abreu (Orobó) e Zé Martins (João Alfredo), além do ex-prefeito de Orobó e pré-candidato a deputado estadual, Cléber Chaparral.

 

“Nada resiste ao trabalho, e hoje podemos ver esse resultado. Participamos da entrega de equipamentos para diferentes municípios pernambucanos. Além disso, também anunciamos 2 mil cisternas, com capacidade de 15 mil litros cada, que serão destinadas à população da zona rural. São R$ 14 milhões em investimentos através da Codevasf que estão se transformando em mais qualidade de vida, produção e desenvolvimento no Sertão de Pernambuco”, destacou o líder do Governo no Senado.

 

Já o deputado Fernando Filho ressaltou que a entrega dos equipamentos oferecerá mais qualidade e avanços aos produtores rurais do nosso estado. “Por meio das nossas emendas, conseguimos beneficiar diversos municípios pernambucanos com a aquisição de retroescavadeiras e outros maquinários. Além disso, anunciamos a implementação de 2 mil cisternas, com o objetivo de garantir o amplo acesso à água limpa em áreas rurais para consumo humano e para a produção agrícola e alimentar. Com um investimento de R$ 14 milhões, esses equipamentos vão incentivar o crescimento da agricultura no nosso estado, melhorando a qualidade de vida e ajudando os trabalhadores do campo”.

 

Náutico bate o Santa Cruz nos Aflitos e segue com 100% de aproveitamento na temporada

O Clássico das Emoções deste domingo (18) foi marcado por um equilíbrio entre as duas equipes. A partida, válida pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano, foi disputado nos Aflitos. Com dois gols marcados na primeira etapa, o Náutico construiu uma vantagem e, mesmo com uma queda de rendimento no segundo tempo, conseguiu vencer o Santa Cruz pelo placar de 2x1. Com o resultado, o Timbu segue com 100% de aproveitamento na temporada.

 

Pouco mais de um minuto depois do apito inicial, o Náutico abriu o placar. Após cruzamento de Kieza pelo lado esquerdo, o volante Rhaldney - como um elemento surpresa - invadiu a área e cabeceou para o fundo das redes. Apesar do gol e do gramado castigado pela chuva, o Timbu continuou imprimindo uma intensidade até a primeira metade da etapa inicial. 

 

Aos 14, uma nova jogada pelo lado esquerdo resultou em um gol anulado de Kieza, que finalizou em posição irregular. Assim como no lance do gol, o Náutico aproveitava um lado direito fragilizado da equipe tricolor, que atuava com Derley improvisado no setor e Marcel, mais avançado e com pouco apoio ao setor defensivo.

 

O segundo gol alvirrubro veio aos 26, quando um passe de Jean Carlos quebrou a defesa do Santa Cruz, que, mal posicionada, viu Vinícius chutar da entrada da área e ampliar para os donos da casa. 

 

Com três volantes e um trio de ataque, o Santa Cruz teve a bola ao longo do primeiro tempo, mas pecou na construção de jogadas. Sem Chiquinho, que começou no banco por opção técnica, os responsáveis pela criação na equipe tricolor foram os dois pontas, Madson e Marcel. No entanto, com o campo encharcado, as jogadas de velocidade não funcionaram e o técnico Alexandre Gallo - estreante do dia no Santa - acionou Chiquinho aos 32 minutos. 

 

Para o segundo tempo, Gallo acionou Léo Gaúcho, que substituiu Pipico, e Péricles. A tentativa de tornar a equipe mais ofensiva surtiu efeito; aos quatro minutos da etapa final, Léo Gaúcho foi lançado por Chiquinho e finalizou com precisão. O gol, que teve jogada construída por dois jogadores vindos do banco de reservas, foi anulado, mas o VAR fez sua primeira intervenção na partida e validou o gol do Santa. 

 

Nos 45 minutos finais, o Náutico sofreu uma queda de rendimento, problema que já havia incomodado o Timbu em outras partidas. Já o Santa melhorou com as alterações e se recuperou em campo, mas não conseguiu o gol de empate. 

 

Invicto na temporada (com seis jogos e seis vitórias), o Timbu está classificado às semifinais do estadual. O Náutico volta a campo no dia 26 de abril, quando recebe o Afogados. Já o Santa enfrenta o Salgueiro no Arruda na próxima quarta-feira (21).

 

FICHA TÉCNICA

 

Náutico: Alex Alves; Hereda, Camutanga, Ronaldo Alves e Rafinha (Wagner); Djavan, Rhaldney (Matheus Trindade) e Jean Carlos (Marciel); Vinicius (Luiz Henrique), Bryan (Giovanny) e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos. 

 

Santa Cruz: Jordan; Derley, William Alves, Jr. Sergipano e Alan Cardoso; Caetano (Péricles), Elicarlos (Karl) e Ítalo Henrique (Chiquinho); Madson, Pipico (Léo Gaúcho) e Marcel (Maxwell). Técnico: Alexandre Gallo. 

 

Gols: NAU: Rhaldney (1’ 1T) , Vinícius (26’ 1T); SCZ: Léo Gaúcho (4’ 2T);

 

Cartões amarelos: Pipico, William Alves (SCZ); Jean Carlos e Hereda (NAU)

 

Local: Estádio dos Aflitos (Recife/PE);

Horário: 16h;

Arbitragem: Diego Fernando Silva de Lima (PE);

Assistentes: Marcelino Castro e Fernando Antonio Da Silva Júnior (Ambos PE);

 

Folha de Pernambuco

Bezerrense Léo do Ar é o novo presidente da UVP

O presidente da Câmara Municipal de Gravatá, Léo do Ar (PSDB), venceu as eleições para a Presidência da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). Ele recebeu 422 votos.

 

O tucano desbancou os vereadores Zé Raimundo (PP), de Serra Talhada, e Welber Santana (MDB), de Carnaubeira da Penha. O pepista, visto como o principal concorrente, teve 300 votos, já Santana obteve 204.

 

Léo do Ar foi apoiado pelo atual presidente da UVP, Josinaldo Barbosa (PTB), e pelos deputados federais Eduardo da Fonte (PP) e Sebastião Oliveira (Avante). Já Raimundo tinha o suporte do ex-prefeito de Triunfo João Batista (PSB), que chegou a presidir a UVP. 

 

Ao todo, 933 pessoas votaram, das quais sete anularam o voto.

 

Blog do Magno Martins


Choose Template Options


Predefined Color Skins
BG Patterns